jump to navigation

Aula de CRM Político na Escola de Líderes Políticos na AEMFLO-CDL/SJ – Turma 2 22/junho/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , , ,
add a comment

Está sendo muito interessante a aula com a Turma 2 da Escola de Líderes Políticos da AEMFLO-CDL/SJ. Estamos vendo como registrar um domínio e também como usar um site em wordpress.

Olha só a tuma!

e-Políticos versus e-Oportunistas 5/outubro/2010

Posted by rapidoerasteiro in Internet.
Tags: , , , , ,
add a comment

Passado o primeiro turno das eleições, certamente nossas caixas de e-mail agradecerão pela redução significativa do Spam eleitoral, ou lixo eletrônico. Aliás, realmente a campanha política brasileira gera muita sujeira nas ruas, no sentido literal da palavra, e isso naturalmente se propagou para os meios eletrônicos.

Pois bem, com boa parte dos candidatos a Governador eleitos em primeiro turno, teremos apenas poucas campanhas neste mês de Outubro, sendo a principal delas obviamente a campanha em segundo turno para a eleição Presidencial.

A partir de hoje, 3a feira, as manifestações políticas voltam a ser permitidas de acordo com a Legislação Eleitoral vigente. Com isso, aqueles que utilizam a internet com frequência terão a chance de descobrir quais são os candidatos oportunistas dos que realmente querem ter uma postura diferente, melhor.

Explico: esta foi a primeira campanha eleitoral na qual a internet foi utilizada de forma mais intensiva pelos candidatos. Não quero aqui discutir os resultados do uso da rede (já escrevi sobre isso em outro post), mas o fato é que nunca se viu uma proliferação tão grande de Sites e Blogs de candidatos com seus respectivos perfis nas mídias sociais, com destaque para o Twitter, seguido de perto por Orkut e Facebook. Isso sem falar, obviamente, nas mensagens de propaganda política enviadas por e-mail, em grande parte sem a permissão dos destinatários.

E o que acontecerá com esses sites, blogs e perfis de políticos? Será que continuarão a se comunicar com o público, ou simplesmente ficarão “mudos” ou “fora do ar”? E é a partir dessas respostas que poderemos descobrir quais são aqueles políticos que realmente têm a intenção de estabelecer uma comunicação melhor com o seu público utilizando as ferramentas da internet.

Minha intuição diz que a absoluta maioria dos candidatos, eleitos ou não, irá simplesmente “sumir do mapa” da web. Até porque, sejamos honestos, a maior parte dos candidatos não tem a menor ideia sobre como utilizar essas novas tecnologias, que eram operacionalizadas por assessores que foram dispensados com o fim da campanha.

Então meus amigos e amigas, para aqueles candidatos cujas campanhas se encerraram, sugiro um “protocolo” para detectarmos sintomas de oportunismo digital em políticos, a ser aplicado nas próximas semanas:

  • Site voltou ao ar com layout novo e contina tendo atualização periódica?
  • Twitter continua ativo e com atualização periódica?
  • Perfis do Facebok e/ou do Orkut continuam ativos e com atualização periódica?
  • O político continua enviando comunicação periódica por e-mail?
  • No caso de político eleito, ele envia periodicamente e-mail com informações sobre a sua atuação no cargo?
  • Os e-mails enviados para o político são respondidos?

No caso de mais de 4 respostas “NÃO” às perguntas acima, temos casos graves de puro Oportunismo digital. E, aposto, esses devem ser os mesmos políticos que se dizem decepcionados com a internet nesta campanha.

Por outro lado, caso tenhamos mais de 4 respostas “SIM” para as perguntas acima, há uma grande chance de que tenhamos um político diferenciado e que deve ser obervado de perto, já que pelo menos está se preocupando em manter uma comunicação estreita com o seu público. Políticos como esse certamente terão resultados positivos no uso das ferramentas da internet, pois descobriu que a chave do sucesso está principalmente na consistência das ações e da comunicação pela rede, estabelecendo laços de confiança.

Finalizo parafraseando o velho ditado: “Quem viver, tuitará“.

Mais Serviço, menos Autoridade 1/julho/2010

Posted by rapidoerasteiro in Diversos, Gestão.
Tags: , , , ,
add a comment

Algo realmente precisa ser feito em relação à Gestão Pública no Brasil. Em todos os níveis vemos uma quantidade absurda de erros e abusos cometidas por servidores públicos, como o que foi mostrado nesta semana (dia 28 de junho) pelo CQC no quadro “Proteste Já” em São Bernardo do Campo/SP. Resumidamente, ao lado de uma escola pública há um barranco que está prestes a desmoronar, com o agravante de abrigar um estacionamento de caminhões no seu topo e estarmos numa época de chuvas, mas ninguém parece estar preocupado com isso.

Neste caso, está tudo errado: erram os peritos da prefeitura, o empresário que de forma muito cômoda aceitou o Alvará e instalou o estacionamento, a diretora da escola, a guarda municipal, o secretário de educação, o prefeito Luiz Marinho (PT), os sempre presentes “assessores”, e erra a população da cidade que claramente votou mal. Só acertam os pais de alunos, que estão buscando formas de resolver o problema.

Durante a reportagem, depois de tentar conversar com a Diretora da escola – digo “tentar” porque a mulher mais se enrolou do que conversou -, o repórter/humorista Danilo Gentili acaba sendo detido pela polícia numa demonstração de abuso de autoridade como poucas. Daí em diante, tudo fica terrível. A postura omissa e arrogante de todos os servidores públicos envolvidos nessa história é mais uma vez vergonhosa, principalmente porque nessas horas essas pessoas se acham no direito de serem Autoridades públicas, esquecendo a quem devem servir em primeiro lugar. E vejam, o atual prefeito da cidade, Sr. Luiz Marinho (PT), já foi Ministro de duas pastas do Governo Lula! Que “beleza” de ministro, hein?!

Por essas e outras posturas, não me admiro com o desânimo que toma conta dos Servidores Públicos que tentam fazer a sua carreira. Apesar do grande atrativo da estabilidade e da segurança, os empregos Estatais via de regra oferecem pouco ou nada em termos de desafio profissional, sem contar que os critérios de promoção a cargos de Gestão não são nada técnicos. Ou seja, tudo conspira para “matar” a motivação dessas pessoas.

Para mudar isso, não tem outro jeito a não ser trocarmos os Gestores Públicos que são eleitos pelo voto popular e, infelizmente, o fato é que o Brasileiro vota mal. Prova disso é a qualidade dos Vereadores, Prefeitos, Deputados, Governadores, etc., péssimos na sua mais absoluta maioria. Parte dessa qualidade ruim vem do fato de que as equipes trazidas por esses gestores eleitos também é de péssima qualidade. Nesse momento, me solidarizo com os servidores públicos de carreira, pois se esforçaram para passar em um concurso (e os concursos estão cada vez mais concorridos), mas raramente têm a chance de evoluir na estrutura da organização, pois a maior parte dos cargos de liderança acabam sendo ocupados pelos famosos “Comissionados”, que muito bem poderiam ser chamados por “paraquedistas”.

Enfim, minha esperança é que os Servidores Públicos que estão iniciando a sua carreira não caiam na armadilha da acomodação, e tentem mudar essa situação. E que, por fim, as pessoas tenham um pouco mais de interesse nos rumos da sua cidade, Estado e do seu País. Depois, não adianta reclamar…

Ah, e para quem ficou curioso sobre o episódio, seguem abaixo os vídeos mostrando o absurdo em São Bernardo do Campo/SP:

Parte 1:

Parte 2:

Obama confessa que seu perfil no twitter é “chapa branca” 17/novembro/2009

Posted by rapidoerasteiro in Internet.
Tags: , , ,
add a comment

Realmente, o título do post no blog da Vanessa Nunes (ClicRBS) que li ontem diz tudo: ao admitir que nunca usou o Twitter, Obama realmente deu “Um balde de água fria nos entusiastas do Twitter“. E isso junto com a divulgação de notícias que indicam queda nos acessos à ferramenta de microblogging, diminuem ainda mais a temperatura da água.

Olha, no fim das contas eu acho que até foi bom esse “choque de realidade”. Tudo bem que uma coisa é saber que Obama tem uma equipe para cuidar do seu perfil no Twitter, até porque se ele ficasse cuidando mais do Twitter do que do seu Governo (que não tem poucos problemas), seria complicado mesmo. O problema, a mau ver, foi ele ter dito a palavra nunca. Ou seja: pelo visto, quem foi visionário não foi exatamento o Mr. Obama, mas seu Assessor de Comunicação.

E que confissões como esta nos sirvam de alerta, principalmente nas eleições do ano que vem, quando teremos uma proliferação nunca antes vista de Blogs e perfis no Twitter, Orkut, Facebook, etc., especialmente feitos por para Políticos que gostam de seguir a moda. Ou seja: o faturamento para as empresas de marketing digital promete ser muito interessante em 2010.

O mais importante é vermos o que esse pessoal todo terá a falar, porque o tempo na web é muito maior do que os poucos minutos das propagandas no rádio e na TV. E o mais importante será não somente vermos quem vai utilizar as ferramentas da web 2.0 de forma melhor ou pior, mas será sabermos distinguir o que é pura perfumaria (trabalho da equipe da campanha), e o que é realmente a mensagem do candidato. Mais uma vez, um baita desafio para nós eleitores. Mas ainda bem que a gente irá dispor das mesmas ferramentas que os políticos, pelo menos na web.

Quanto ao Twitter, duvido muito que notícias como essas mudem radicalmente o comportamento dos usuários. Vai acontecer o de sempre: muita gente ainda vai entrar, muita gente vai sair, e quem ficar vai aprender a tirar o melhor proveito da ferramenta, que vai finalmente encontrar a sua “vocação”.

blog.planalto.gov.br 2/setembro/2009

Posted by rapidoerasteiro in Internet.
Tags: , , ,
2 comments

Esta semana marca a estréia oficial do Blog da Presidência da República, depois de muita dicussão e até alguma polêmica. O site entrou no ar oficialmente nesta 2a feira, dia 31 de agosto, de forma bastante instável, o que de certa forma é até normal, dada a curiosidade que irá despertar.

O endereço é http://blog.planalto.gov.br

Para aqueles que esperam uma cópia das ferramentas utilizadas pelo presidente dos EUA Barack Obama, já aviso que provavelmente irão se frustrar. Obama & cia utilizam a web 2.0 há anos, desde o início da pré-campanha presidencial. Já o Governo do Presidente Lula, que aliás não é muito fã de computadores e tecnologia, está começando a aprender a utilizar essas ferramentas de comunicação.

Prova disso é que o Blog da Presidência será uma espécie de site de notícias do Planalto. Quem estiver esperando posts pessoais, mensagens do próprio presidente em tom “blogueiro”, ou espaço para comentários aos posts , com certeza irá se decepcionar. Pelo que a imprensa noticiou, foi destacada uma equipe de 5 pessoas para cuidarem do Blog, que terão pouco ou nenhum contato direto com o Presidente. Ou seja, o máximo que podemos esperar são vídeos pontuais do Presidente Lula, e uma ou outra declaração que será transcrita para o Blog, que pode ser considerado um legítimo “chapa branca”, ou um “meio blog”. Acho que seria melhor ter chamado o site de “Blog de notícias da presidência”, pelo menos ficaria mais verdadeiro.

Se por um lado essa é uma boa iniciativa para aproximar o público brasileiro do seu principal mandatário, de outro lado ela mostra o baixo nível de conhecimento e de vontade das nossas autoridades (e de seus assessores) sobre a aplicação das melhores práticas para o uso da web 2.0. Neste momento em particular, o Blog do Planalto se parece mais com uma jogada de marketing do que com uma iniciativa para melhorar a comunicação da Presidência com os brasileiros. Aliás, coisa natural quando se fala em política, em qualquer lugar do mundo.

Só espero que o Presidente e outros ocupantes de cargos eletivos (Governadores, Deputados, Senadores, Prefeitos e Vereadores), além de servidores públicos em cargos de destaque, algum dia tenham a iniciativa de utilizar a rede para estabelecer uma comunicação direta e transparente com o público. Para isso, nada mais natural que utilizar todo o ferramental disponível na web 2.0. Mas, para que a comunicação aconteça de forma efetiva, não basta criar Blogs, Canais no Youtube, Twitter, etc; é necessário conhecer as ferramentas e utilizá-las ao máximo. Nesse sentido, até acho válido contar com a ajuda de especialistas, mas uma coisa é pedir ajuda, outra é ter “ghost writers“.

Greve de Bigode 27/julho/2009

Posted by rapidoerasteiro in Diversos, Internet.
Tags: , , ,
add a comment

Postei no Blog para Fazer a Diferença, no qual colaboro, e publico aqui também, pois acho que o tema é pertinente e a idéia do “Blog Greve de Bigode” muito boa:

Definitivamente, a internet cada dia mais se consolida como um meio democrático para as pessoas expressarem duas idéias. Digo isso pois, a partir de mais uma enxurrada de denúncias no Congresso Nacional, dessa vez envolvendo o atual Presidente do Senado (e ex-presidente da República), José Sarney, um grupo de pessoas teve a criativa e muito bem-humorada iniciativa de lançar o blog “Greve de Bigode“.

A idéia do Blog Greve de Bigode é a seguinte: enquanto o Senado manter o bigode (ou seja, Sarney), nós também manteremos os nossos bigodes (naturais, ou artificiais, cada um escolhe o seu). Se você tem um bigode legal, acesse o Blog e envie a sua foto “bigodística” para o pessoal.

Ah, a iniciativa está tendo um impacto tão grande que até o Jornal britânico “The Guardian” publicou uma notícia falando disso.

E você, vai entrar nessa “Greve”?

PT TV 14/julho/2009

Posted by rapidoerasteiro in Internet.
Tags: , , , ,
add a comment

Esta eu li há poucos dias no site AdNews, que referenciou o Jornal O Globo:

O PT está alugando mais dois andares no prédio onde fica sua sede nacional, em Brasília.  Vai instalar lá um estúdio da sua emissora de televisão para a internet.

Lá serão produzidos e gerados programas de entrevistas e de debates, sobre temas nacionais, com parlamentares e autoridades. Os petistas querem atingir 62,3 milhões de brasileiros que têm internet em casa ou no trabalho, de acordo com pesquisa Ibope/Nielsen, de maio.

É, realmente o Partido dos Trabalhadores está saindo na frente dos outros partidos. Depois do Presidente Lula anunciar que terá Blog e Twitter (que já publicamos aqui), agora é o PT como um todo que irá partir para a web 2.0 definitivamente.

Indiretamente, é mais um efeito do “fenômeno Obama”, que colheu importantes frutos a partir do uso coerente e inteligente das ferramentas de relacionamento via internet. Os outros partidos parecem não ver o potencial de retorno da rede, o que é até esperado, já que a maior parte dos “caciques” ainda são “dinossauros” da era pré-internet. Ou seja, há um grande paradigma tecnológica a ser quebrado para esses líderes.

Agora, há um outro paradigma mais importante a ser quebrado: o da transparência. Sabemos de longa data que os políticos brasileiros não são lá muito chegados a uma divulgação ampla e irrestrita de informações, vide casos como os Atos Secretos do Senado, os gastos dos Cartões de Crédito Corporativos do Governo, entre tantas outras ocorrências no mínimo obscuras.

Como sonhar não custa nada, espero que a transparência seja a principal força a guiar os conteúdos produzidos por essa nova TV do PT e pelas TVs de outros partidos que certamente seguirão a iniciativa petista. Espero que esse pessoal enxergue quais tipos de conteúdo que a comunidade web quer realmente receber, que não sejamos novamente “vítimas” de enxurradas de propaganda eleitoreira. Porque de Spam, já estamos todos cheios.

Twitter para o Prêmio Nobel da Paz? 9/julho/2009

Posted by rapidoerasteiro in Internet.
Tags: , , , ,
add a comment

Nós brasileiros reclamamos dos nossos Deputados, que ao invés de trabalhar para resolver os reais problemas do país, ficam a maior parte do tempo sugerindo assuntos irrelevantes e fazendo o famoso “jogo político”. Pois é, mas parece que a falta de noção dos políticos não está só no Brasil não, na terra do Tio Sam parece que tem gente perdendo o rumo.

Vejam essa, li na seção de tecnologia do ClicRBS essa notícia: um deputado dos EUA chamado Mark Pfeifle está fazendo campanha para indicar o Twitter ao Prêmio Nobel da Paz. Segundo Pfeile, a razão para a indicação seria a importante função que o sistema de microbloggin teve (e ainda tem) durante a crise pós-eleições no Irã, conforme matéria publicada no site The Christian Science Monitor.

Sobre a idéia no mínimo pitoresca do “nobre” deputado, três considerações:

  1. Obviamente, não se indica uma ferramenta, ou uma empresa para o Prêmio Nobel, o que já denota a falta de sintonia do deputado com a realidade. Assim, a indicação deveria ser feita aos donos do Twitter. Além disso, o Twitter e seus donos nada fizeram para promover a paz mundial. Aliás, se fosse para indicar alguém, que fosse uma pessoa que disseminou o uso da internet como um todo (inclusive o Twitter) para denunciar os abusos cometidos no Irã com vias de propor uma solução que trouxesse paz ao país novamente.
  2. Realmente, os EUA estão em uma época de vacas gordas, sem crises, sem problemas sociais, sem problemas ambientais, tudo está uma “maravilha” por lá. Olha, que tal fazer um exame toxicológico, ou de sanidade com “vossa excelência”?
  3. Por fim: VAI TRABALHAR, MARK PFEILE !!! Ah, o mesmo recado vale para os deputados brasileiros também.

Ah, e mesmo sem Prêmio Nobel, continuo admirando e achando cada dia mais legal o Twitter. Ainda não estou “twittando”, mas prometo que um dia ainda vou aderir ao microblogging, assim que tiver tempo para fazer bom uso da ferramenta. Particularmente, não sou do tipo de pessoa que gosta de fazer as coisas pela metade e, assim, não quero me cadastrar no Twitter apenas para dizer que estou lá. Mas prometo, em breve estarei lá sim.

Jingles de campanhas eleitorais – parte VII 10/setembro/2008

Posted by rapidoerasteiro in Artes, Internet.
Tags: , , , ,
add a comment

Mais um post sobre o tema. Lá vão os candidatos:

  • Gasparini (PSDB – Ribeirão Preto): a música é uma marchinha bem no estilo de carnaval. Aliás, me lembrou muito aquelas marchinhas de gosto duvidoso que o Silvio Santos grava todo os anos. Não sei se por isso, mas não pude conter o riso, o que não deixa de ser um bom sinal, a música é alegre, sem dúvida. O refrão é clichê, mas deve funcionar (“O povo todo grita: fica, Gasparini, fica!”), até porque não é cantado, é falado em “coro”, como se uma multidão estivesse pedindo para o candidato ser reeleito. Fica longe de ser uma música bem produzida, mas é capaz de cumprir a função publicitária. Além da marchinha, ainda há uma outra música, um “breganejo” com forte influência de “Roupa Nova”. É uma balada, com o mesmo mote da marchinha. Mais uma vez, ponto negativo para os teclados em ambas as músicas.
  • Valtenir (PSB – Cuiabá): o jingle é um axé no estilo “Chiclete com Banana”. Música animada, com letra que busca trazer idéias positivas, principalmente o “V de vitória” (e de Valtenir). O vocalista é bastante desafinado e a música está mal mixada. Não chega a ser um jingle ruim de todo, mas poderia ser muito melhor. Trocando a voz e melhorando a mix, ganharia bastante pontos com a audiência. Mesmo assim, a peça cumpre a função publicitária sem fazer (muito) feio.
  • Pedro Teruel (PT – Campo Grande): de acordo com o clichê musical vigente, essa é mais uma música com “introdução”. Tudo bem, o jingle inicia com uma bela moda de viola, com forte influência sertaneja de raiz. Quando entra a música propriamente dita, temos uma letra por demais embolada, mal dá para entender o que é cantado. O refrão até tenta ser de fácil lembrança, mas na minha opinião a campanha deveria ter escolhido “Pedro” e não “Teruel” para o refrão. A repetição de “é Teruel! é Teruel” soou como “é ter o Well” nas primeiras vezes (é triste, mas é impossível não lembrar a infame piada). Fora os problemas da letra, a música está muito bem produzida.
  • Nelsinho Trad (PMDB – Campo Grande): vanerão com toque sertanejo. Música com boa melodia e boa letra, que poderia tocar em qualquer rádio popular e fazer sucesso. Diferentemente da maioria dos jingles, a letra tira o foco no nome do candidato (até porque o nome não ajuda muito) e reforça a idéia da reeleição. Não sei se é a melhor estratégia, mas em termos de música, o candidato tem um ótimo jingle.
  • Iara Costa (PMN – Campo Grande): outra marchinha eleitoral, porém muito bem humorada. Quando é cantado “ia-ia-Iara Costa” é impossível não dar pelo menos um sorriso. A música mantém a atual tradição de se estragar boas músicas com timbres de teclado de baixa qualidade, mas creio que isso pode ter sido causado por restrições de orçamento da campanha (o site transparece isso). Mesmo assim, o jingle dá o recado e cumpre o seu objetivo. Se não ganha em qualidade sonora, com certeza dá um banho de criatividade em outras peças de campanhas com muito mais recursos.

Agora estou buscando jingles de capitais e cidades fora do Sudeste. Com as campanhas se encaminhando para a sua reta final, vamos ver o que mais aparece.

Enquanto os próximos posts não vêm, as outras análise podem ser vistas aqui. Boa semana!

Jingles de campanhas eleitorais – parte VI 5/setembro/2008

Posted by rapidoerasteiro in Artes, Internet.
Tags: , , , ,
1 comment so far

Continuando as análises, mais alguns jingles analisados, de várias partes do Brasil:

  • Dárcy Vera (DEM – Ribeirão Preto): o site todo rosa já chama a atenção, bem como a pose fazendo cara de “quem tem conteúdo”. A música é um breganejo bem produzido, dentro do estilo que faz sucesso na região. Faltou um refrão mais fácil de lembrar, porém é uma boa peça publicitária.
  • Sabino (PT – Itapema): ao procurar o candidato homônimo de Ribeirão Preto e do mesmo partido, me deparei com o candidato à prefeito dessa pequena cidade do litoral de Santa Catarina, próxima à Florianópolis. E olha que o pessoal não fez feio! O refrão é muito bom (“Sabino fez, Sabino faz, Sabino vai fazer mais”), e a música não deixa a desejar. A parte estranha fica por conta da propaganda de rádio disponível no site, que emenda o jingle com a 9ª sinfonia de Beethoven.
  • Sabino (PT – Ribeirão Preto): a música tem o título “Vamos sacudir a poeira”, que lembra tudo menos campanha eleitoral. O jingle inicia com andamento lento, estilo moda de viola, com bela melodia cantada por um coral e um tecladinho “base” no fundo, emendando em um country que faz sucesso no interior de SP. A música é bem produzida, porém a letra é muito grande e embolada, difícil de memorizar. O compositor até tentou fazer uma jogada com o nome do candidato e a sua principal plataforma (“Sa de Saúde em primeiro lugar … Sa de Sabino prá Ribeirão avançar”), mas falta bastante para ser algo que “pegue” na memória das pessoas.
  • Wilson Santos (PSDB – Cuiabá): é um forró, com voz marcante. De imediato liguei a voz a Dominguinhos! Porém, achei estranho esse renomado compositor compor um jingle eleitoral. Para matar a curiosidade, procurei e achei: realmente, era o Dominguinhos (meus ouvidos não me traíram). Bem, qualidade é indiscutivelmente boa. Um forró muito bem produzido, com linda melodia e boa letra, fugindo dos clichês normalmente encontrados por aí. A mensagem da música é positivista (“prá ficar melhor”), para a reeleição do candidato. Eu só dispensaria o “tecladinho” no fundo.
    Obs.: o colega Blogueiro João Bosquo rapidamente me alertou: Dominguinhos apenas emprestou a voz ao jingle, o compositor é o publicitáio Afro Stefanini II. Obrigado pela dica João!
  • Walter Rabello (PP – Cuiabá): demorei para achar o jingle no site (o link do player está quebrado), que é um “country” no estilo “Bruno e Marrone”. O refrão do jingle até é fácil de lembrar, mas achei a música “apagada”, o tom está muito baixo e a mixagem matou muitas freqüências agudas. Além disso, tem um locutor chato falando em cima da música um mantra: “Walter Rabello é 11…”.

Uma observação sobre os jingles: hoje é relativamente barato gravar música, principalmente porque o computador dispensa um alto custo, os cachês dos músicos de instrumentos acústicos. OK, se por um lado alguns músicos perderam trabalho, outros ganharam trabalhando com teclados e computadores nos estúdios. Porém, via de regra há uma “industrialização” das músicas, a maioria com a mesma estrutura e com aqueles “teclados de pizzaria” ao fundo. Nada contra os músicos de pizzaria, até porque também sou tecladista/pianista. Mas não custaria nada o pessoal passar a buscar timbres melhores, com samples de áudio acústico. E, se mesmo assim o timbre não ficar bom, não custa nada defender a boa música e contratar músicos para tocar os instrumentos originais, não é mesmo?

Em breve, mais análises. Confiram no blog as análises de I a V. Bom final de semana a todos.

%d blogueiros gostam disto: