jump to navigation

Governo Nota 10 – Menos cabide, Mais qualificação 30/abril/2014

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , ,
add a comment

Nas conversas que tenho tido com a minha rede de contatos, é unânime a opinião de que a gestão pública precisa melhorar e, nesse sentido, é fundamental melhorar a qualidade dos Gestores Públicos.

Tipicamente, os cargos de Gestão ou de Assessoria Especializada são considerados como “Cargos Comissionados”. Esses cargos se subdividem em “Funções de Confiança”, exercidas exclusivamente por servidores concursados, e “Cargos em Comissão”, de livre provimento e que, por isso, podem ser ocupados por pessoas externas (sem a exigência de concurso público).

Especificamente em Santa Catarina, a Lei Complementar 381/2007 regulamenta os Cargos em Comissão e deixa brechas importantes, permitindo que pessoas sem qualificação ocupem esses cargos. Isso tudo por causa de uma palavra complicada: “preferencialmente”. Nos seus artigos 160 a 165, essa Lei indica que “preferencialmente” 30% dos ocupantes de cargos em comissão devem ser servidores de carreira, que “preferencialmente” os ocupantes desses cargos devem ter graduação (ou pós-graduação), habilitação profissional, experiência, etc. E, infelizmente, o “preferencialmente” dá espaço para que pessoas sem qualificação ocupem cargos em comissão.

governo_nota_10Os alunos do Mestrado da ESAG resolveram fazer a sua parte para modificar essa realidade, tanto em Santa Catarina quanto no Brasil, lançando o movimento “Governo Nota 10”, que procura mobilizar a opinião pública para incluir a exigência obrigatória de qualificação para o cargos em comissão.

Ficou interessado(a)? Então visite/curta a página www.facebook.com/governonota10, e assine o abaixo assinado em www.governonota10.vai.la .

Também é interessante ver o Programa Conversas Cruzadas, da TVCom de Santa Catarina, que realizou um debate sobre o movimento Governo Nota 10 na edição que foi ao ar no dia 24 de abril de 2014.

Conversas Cruzadas 24-04-2014 – Governo Nota 10 – Bloco 1

Conversas Cruzadas 24-04-2014 – Governo Nota 10 – Bloco 2

Conversas Cruzadas 24-04-2014 – Governo Nota 10 – Bloco 3

Conversas Cruzadas 24-04-2014 – Governo Nota 10 – Bloco 4

Anúncios

Instagram e o caso da mudança do contrato de uso: o “rabo balançando o cachorro” 16/janeiro/2013

Posted by rapidoerasteiro in Gestão, Internet.
Tags: , ,
add a comment

Hoje o blog do Bruno Garattoni da Revista Superinteressante, relatou que o Instagram perdeu mais da metade dos seus usuários depois da péssima ideia do anúncio de alterar o seu contrato de uso, dando a entender que poderia usar e vender livremente as fotos dos usuários.

Tudo bem que cair de 16 milhões para mais de 7 milhões de usuários é uma queda e tanto, mas é inegável que o Instagram ainda mantém uma boa base de usuários. Eu mesmo sou um deles, apesar de usar o aplicativo 1 vez por mês e olhe lá… E quem comemora é o Facebook, que tem funcionalidade similar e acolheu de bom grado boa parte dos desistentes do Instagram.

E o que o “cachorro” tem a ver com isso?

A metáfora do cachorro ilustrava bem a relação entre as indústrias e seus mercados consumidores. A indústria (cérebro do cachorro) criava produtos e serviços (estímulo para abanar o rabo) para o público (o rabo do cachorro) que, por sua vez, comprava esses produtos (rabo abanando). A partir dessa lógica, grandes corporações passavam a ter certo controle e certo conforto, pois tinham a segurança de que seus produtos tinham um público bem definido e amplo. Com isso, mesmo produtos ruins poderiam ter boa aceitação pelo mercado (o comando de abanar o rabo do cachorro sempre funcionava).

Com a disseminação em massa das telecomunicações (e aqui a internet tem papel fundamental), essa lógica começou a mudar. Com maiores possibilidades de compartilhar informações e opiniões sobre produtos, serviços e seus fornecedores, o público passou a ter mais força, conseguindo muita vezes mudar o comportamento dos fabricantes. Metaforicamente, essa maior força do público nos dias atuais pode ser expressada como um rabo muito maior do que o tamanho do cachorro. Assim, esses movimentos do público com muito mais poder de comunicação passa a sacudir os fornecedores. Daí a expressão “rabo balançando o cachorro”.

Casos como este do Instagram são e passarão a ser cada vez mais comuns, o que exige mudanças na estratégia dos fornecedores de produtos e de serviços, principalmente aqueles que atendem a grandes públicos. Eles precisarão planejar e executar seus movimentos com muito mais cuidado, buscando acima de tudo a satisfação dos seus consumidores que, no final, deverá proporcionar faturamento e lucro. Movimentações das empresas que sejam percebidas como prejuízo pelos seus os consumidores, certamente provocarão movimentos que irão balançar o cachorro, que precisa estar alerta.

O apagão do atendimento ao cliente no Brasil 3/agosto/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , ,
4 comments

Cada vez me assusta mais ver empresas que vão na contramão das melhores práticas, priorizando resultados financeiros de curto prazo que em pouco tempo se transformam em “abacaxis” difíceis de resolver.
Ainda está na memória das pessoas a recente punição da ANATEL a várias operadoras de telefonia celular. Via de regra, todas elas praticaram ações de captação de clientes, sem cuidar da qualidade dos serviços de telecom e muito menos da qualidade do atendimento aos clientes.
Eu realmente acho desumano o tratamento dado aos atendentes de callcenter: poder de decisão zero para resolver os problemas dos clientes; ouvir reclamações o dia todo, muitas vezes acompanhadas de um conjunto de xingamentos de toda espécie; e representar uma empresa para a qual o atendente não trabalha, já que a maioria dos callcenters é terceirizada pela simples razão de reduzir custos, e prova disso são os baixíssimos salários pagos por este setor aos seus funcionários operacionais.
O pior é que não só as empresas prestadoras de serviços, mas também as empresas que vendem produtos tais como carros, eletrodomésticos, eletrônicos, etc., tem menosprezado o atendimento ao cliente, o famoso “pós venda”.
Muitas vezes me questiono se os Gestores de Marketing, de Atendimento, de Operações, ou qualquer que seja o nome da área, realmente fizeram os cursos superiores que dizem ter feito, ou se essas pessoas têm algum problema de memória muito sério. Digo isso porque, apesar dos diplomas de graduação e pós graduação, as decisões desses profissionais estão muito distantes das práticas transmitidas nesses cursos.
Exemplifico isso com um caso que esta acontecendo comigo junto à Electrolux, após ter comprado uma Lavadora e Secadora de roupas. Com menos de 1 mês de uso, a tampa frontal da maquina apresentou um defeito que causou um total alagamento da minha área de serviço. Problema no controle de qualidade, que acontece, mas que não deveria acontecer em um produto nesta faixa de valor.
Resumindo a novela, nenhuma promessa feita pelo atendimento (por telefone, obviamente) foi cumprida; o atendimento da assistência técnica tem sido terrível; faltam peças para arrumar a máquina; não houve absolutamente nenhuma ação para aliviar o desconforto do cliente, ou para abreviar ao máximo o prazo da resolução do problema.
Ou seja, a Electrolux faz tudo o que não se deve fazer em termos de atendimento ao cliente. E, enquanto isso, a roupa suja e as contas de lavanderia se acumulam na minha casa, junto com a minha total insatisfação.
E o pior é que problemas como este tem sido cada vez mais comum. Acredito que seja consequência direta do chamado “apagão de mão de obra” , não apenas em funções operacionais, mas também nas funções de gestão e direção das empresas estabelecidas no Brasil.
Aí fica a pergunta: toda essa economia que a Electrolux tem feito hoje para o atendimento ao cliente certamente vai se refletir em muito breve. Certamente não sou o único cliente insatisfeito com eles agora.
E ficam algumas perguntas com resposta fácil: alguém acha que eu vou comprar algum outro produto da Electrolux? Qual é a imagem que a Electrolux passa a ter junto a mim e ao meu círculo familiar e social?
Para finalizar, #ficaadica para a Electrolux e para outras empresas: que tal investir de verdade na excelência do atendimento ao cliente, para não precisar gastar tanto na captação de cliente novos (lembrem-se da propaganda boca a boca) e nem na recuperação de clientes insatisfeitos?

Aula de CRM Político na Escola de Líderes Políticos na AEMFLO-CDL/SJ – Turma 2 22/junho/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , , ,
add a comment

Está sendo muito interessante a aula com a Turma 2 da Escola de Líderes Políticos da AEMFLO-CDL/SJ. Estamos vendo como registrar um domínio e também como usar um site em wordpress.

Olha só a tuma!

VEC lança nova turma de Gerenciamento de Projetos 15/maio/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , ,
add a comment

Para quem quer se capacitar em Gerenciamento de Projetos, englobando conhecimentos do Guia PMBOK® (PMI®), PRINCE2™, e SCRUM®, além de conteúdos específicos sobre habilidades interpessoais (soft skills), aviso que a VEC está abrindo uma nova turma do seu curso de capacitação nesta área. Ao final, os alunos estarão capacitados para fazer a prova de certificação CAPM do PMI.

Conheço o pessoal da VEC desde o início da empresa, e também os professores deste curso, e posso afirmar que se trata de um ótimo curso, desenvolvido por gente séria e competente. Vale a pena o investimento.

Para maiores informações: http://www.valorecompetencia.com.br/capacitacao-executiva/educao-ampliada/educacao-continuada/

Atenção: mais um vazamento de dados de usuários – desta vez, no Twitter 9/maio/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão, Internet.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Parece que as empresas de tecnologia da informação estão se esquecendo, ou não dando a devida atenção, em relação ao seu principal patrimônio: os usuários, ou mais especificamente, as informações sigilosas dos usuários.

No ano passado ficou famoso o caso da invasão do sistema da Playstation Store, da Sony, causando o vazamento de informações cadastrais e de cartões de crédito, o que provocou a paralisação do serviço por mais de 1 mês e um estrago enorme na imagem e nos cofres da empresa.

Agora foi a vez do Twitter. Segundo o que eu ouvi no Jornal da CBN agora pela manhã, e confirmado pelo portal Terra, um usuário anônimo publicou no Pastebin as senhas e os nomes de mais de 55 mil usuários do Twitter, alguns deles do Brasil.

Sem dúvida, a busca por inovações e melhorias em sistemas e serviços na web é fundamental para a competitividade de empresas como Twitter, Facebook, Google, Microsoft, Sony, etc. Porém, não se pode esquecer da segurança em relação ao patrimônio principal dessas empresas: as informações dos usuários.

Para nós usuários, resta confiar nas empresas, cuidarmos dos conteúdos e informações que publicamos na rede, além de trocarmos nossas senhas periodicamente (haja cérebro para armazenar tantas senhas!).

E você, já trocou as suas senhas hoje? #ficaadica

Estado do Rio de Janeiro investe em inovação 12/abril/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão, Tecnologia.
Tags: , , ,
add a comment

Já parece ter caído no senso comum a ideia de que a Inovação, seja incremental ou radical, é um dos componentes mais importantes no desenvolvimento econômico de qualquer região ou país.

O Estado do Rio de Janeiro parece que acordou para essa realidade. Hoje foram anunciados investimentos nas cidades de Petrópolis, Xerém e Seropédica para a criação de 3 novos parques tecnológicos, decidados à inovação em áreas relacionadas a biotecnologia, transportes e eficiência energética. A notícia completa pode ser acessada em http://bit.ly/IGpuab.

Os investimentos deve chegar a pelo menos 300 milhões de reais. Claramente são investimentos estratégicos que, no médio/longo prazo, devem retornar aos cofres do Estado e de Empresas na forma de lucros, arrecadação tributária, e desenvolvimento econômico e social das regiões.

Outros Estados, com destaque para Pernambuco e Santa Catarina, também tem investimentos de destaque em Inovação. Porém, o Estado Catarinense parece mostrar alguns sinais de desaceleração nessa área, pelo menos em relação a outros Estados.  De qualquer forma, o importante é que o Brasil todo tenha investimentos desse tipo, e que fundamentalmente se transformem em benefícios concretos, disponíveis para o mercado e para a sociedade em geral.

 

Evento debate os desafios para Educação e Emprego em São José-SC 3/abril/2012

Posted by rapidoerasteiro in Diversos, Gestão.
Tags: , , , , ,
add a comment

Uma das obrigações das pessoas jurídicas (organizações), independentemente do seu objetivo, é prestar atenção à sociedade que está ao seu redor. E isso se torna ainda mais importante quando elas tem funções como Educação, Saúde, ou Segurança. Nesse sentido, a Faculdade Estácio de Sá em Santa Catarina, localizada em São José-SC, parece estar cumprindo bem esta missão. Não digo isso apenas porque eu trabalho lá; a quantidade de eventos que procura chamar a comunidade da região da Grande Florianópolis para a Estácio fala por si só, e é prova mais do que suficiente de que há um real interesse em ir além da prestação de serviços educacionais por si só.

Nesse sentido, teremos em 2012 a série de eventos com o título “São José em debate”, cujo objetivo é envolver a comunidade em torno de questões importantes para a cidade e que serão objeto de debate durante o período eleitoral.

O primeiro encontro acontecerá na próxima segunda-feira dia 9 de Abril, a partir das 19h. O tema será Educação e Emprego, e contará com o vice-prefeito de São José, Telmo Vieira, e com o empresário Tito Schmitt, presidente da AEMFLO (Associação Empresarial da Região Metropolitana da Grande Florianópolis) e da CDL/SJ (Câmara de Dirigentes Lojistas de São José). Os convidados falarão sobre as suas opiniões sobre os temas em questão, e em seguida haverá um debate entre os próprios convidados e a plateia.

Para participar, basta reservar lugar junto ao Espaço Estágio Emprego (E3) da Estácio, pessoalmente ou pelo telefone (48) 3381-8062.

São José em debate - Educação e Emprego - 9 de Abril de 2012 às 19 horas

Recomendo a participação de todos. Eu estarei lá! :-)

Pós-graduação em Gestão de Pessoas – Oportunidade! 8/março/2012

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , ,
add a comment

Um fato inegável é que toda e qualquer Organização, com ou sem fins lucrativos, precisa ter pessoas. E, quando há pessoas trabalhando, é fundamental realizar a gestão do seu trabalho, visando os melhores resultados.

Assim, fica claro que a área de Gestão de Pessoas hoje é estratégica para qualquer tipo de organização. Felizmente, os administradores estão percebendo essa necessidade, abrindo diversas oportunidades profissionais, tanto em termos de emprego quanto em termos de consultorias.

Aproveito o assunto e deixo aqui a dica da minha amiga e colega Janine Pacheco da Luz, uma profissional da mais alta qualidade que teve a visão de abrir um curso de Pós-graduação em Gestão de Pessoas, para Florianópolis e região, na Estácio. Para quem quiser atuar neste mercado, é uma oportunidade única.

Deixo abaixo as informações. Aproveitem!

A crescente dificuldade das pessoas no comprometimento com objetivos e metas 28/novembro/2011

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , ,
add a comment

Tanto no dia a dia do trabalho em Projetos quanto trabalhando nas aulas na Graduação e na Pós, tenho sentido uma grande dificuldade nas pessoas: o comprometimento com metas a serem estabelecidas.

O episódio mais recente foi um trabalho, no qual pedi aos alunos da última fase do curso de Graduação em Administração que fizessem uma pequeno sistema de indicadores baseado no BSC (Balanced Score Cards), para monitorar o sucesso de projetos que eles provavelmente irão executar após a formatura. Ao receber os trabalhos para correção, identifiquei uma tendência que já havia aparecido nas aulas, uma dificuldade muito grande dos alunos em estabelecer metas.

Para quem anda meio esquecido, metas visam quantificar o alcance de um objetivo. Ou seja, as metas estabelecem números que, se atingidos, nos permitem verificar que estamos no caminho certo quanto ao alcance do objetivo. Portanto, uma vez que estabelecemos uma meta, estamos também nos comprometendo com determinado desempenho.

De repente, nesses dias de relacionamentos rápidos e, às vezes, fugazes (pessoal e profissionalmente), as pessoas podem estar com algum “medo” dos compromissos. Bem, deixo a investigação disso com o pessoal da área da Psicologia e da Sociologia…

O fato é que, apesar das cobranças do mercado serem cada vez maiores em relação ao comprometimento em relação a objetivos e metas, parece haver cada vez menos pessoas dispostas a encarar isso. Claro que, para tanto, é necessário estabelecer objetivos e metas factíveis, mesmo que ambiciosos, o que também não é fácil.

Do que tenho observado por aí, me parece que aquelas pessoas que estiverem realmente dispostas a estabelecem esses compromissos são aquelas que estão colhendo os melhores resultados.

E você, o que acha?

%d blogueiros gostam disto: