jump to navigation

Wikileaks: Brasil também aparece lá 30/novembro/2010

Posted by rapidoerasteiro in Diversos, Internet.
Tags: , , , ,
trackback

A bola da vez , ou melhor, o site da vez parece ser o Wikileaks (www.wikileaks.org). Para quem ainda não sabe, trata-se de um site de uma organização não governamental que publica documentos secretos que “vazaram”. Segundo a própria organização, seu objetivo é trazer ao público notícias e informações importantes, por meio de formas inovadoras, seguras e anônimas para que as fontes forneçam (vazem) essas informações para os jornalistas da Wikileaks. Assim, uma das principais atividades da Wikileaks é publicar conteúdos originais juntamente com material jornalístico, de forma que os leitores possam ver evidências da verdade por trás desses fatos.

Curiosamente, o país conhecido por ter as tecnologias e procedimentos mais seguros para a segurança das informações, também é a maior “vítima” do vazamento de informações confidenciais. E isso claramente traz grandes prejuízos materiais e também para a imagem dos EUA. As causas podem ser as mais diversas: excesso de informações produzidas, pouco cuidado na gestão das pessoas que trabalham  para o governo do Tio Sam, e também não podemos descartar a possibilidade de que as tecnologias para a segurança das informações que eles estão utilizando não sejam “aquilo tudo” que eles propagam por aí.

Até então, a maior parte dos documentos mostrados pela Wikileaks diziam respeito à chamada “Guerra ao Terror”, principalmente focando os conflitos no Iraque e no Afeganistão, sob a visão do governo norte americano. Agora a coisa mudou: no chamado “Cable Gate“, vazaram documentos de diversos órgãos dos EUA no mundo todo, inclusive Embaixadas e Consulados. Ou seja, “sobrou” para todo o mundo, literalmente.

Claro que a maior parte dos documentos e notícias fala sobre a paranóia norte americana com terrorismo islâmico, ameaça nuclear, e a concorrência da China. Mas, como diria uma conhecida propaganda da TV, “não é só isso!”. Sobrou também para nós, brasileiros.

Isso mesmo! No link http://cablegate.wikileaks.org/tag/BR_0.html é possível visualizar 6 documentos secretos (em inglês) da Embaixada e do Consulado dos EUA, emitidos entre os anos de 2005 e 2009. Os documentos relatam conversas com “figurões” do nosso Governo, além do monitoramento de atividades supostamente “terroristas”, de visitas de líderes islâmicos ao Brasil, entre outros assuntos.

O que mais me chamou a atenção, porém, foram as diferenças de opiniões emitidas nos documentos. Em alguns, nota-se uma preocupação exagerada e quase uma “teoria da conspiração”, com afirmações de que nossas autoridades estariam prendendo secretamente pessoas suspeitas por terrorismo. Em outros, nota-se opiniões mais equilibradas e análises mais completas. E tudo isso, obviamente, sob a ótica dos defensores dos interesses do Tio Sam.

Certamente vale a pena uma visita ao Wikileaks. Mas a mensagem que realmente fica é que não adianta ter as melhores tecnologias, as pessoas sempre serão a parte mais importante dos processos. Por exemplo, as análises repassadas por diferentes pessoas podem levar a conclusões completamente diferentes. E se essas pessoas estiverem inseguras em relação aos reais propósitos do seu “patrão”, é possível que informações confidenciais vazem. Por fim, nota-se também que o Governo dos EUA não está fazendo um bom trabalho em relação às pessoas que lá trabalham.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: