jump to navigation

O início do fim do “tele prompter” na televisão 23/novembro/2009

Posted by rapidoerasteiro in Diversos, Internet.
Tags: , , , ,
trackback

Realmente, o nome “tele prompter” é prá lá de esquisito, mas o equipamento é bastante útil, principalmente para emissoras de TV. Trata-se de um equipamento que projeta um texto sobre uma espécie de vidro espelhado, que de um lado fica transparente e de outro mostra o texto (vide a figura ao lado).

Presença garantida em todas as emissoras de TV, o tele prompter é normalmente acoplado em frente à lente da câmera, facilitando a vida principalmente dos apresentadores dos programas, que não precisam decorar o texto que será falado. O equipamento também é bastante utilizado em eventos onde personalidades (normalmente políticos) precisam ler discursos ou textos mais longos. Em resumo, o tele prompter dá a sensação de que o(a) orador(a) sabe tudo “de cor”, principalmente se for discreto e mexer pouco os olhos.

Nos últimos anos, com a tendência de dar mais informalidade aos programas, algumas emissoras começaram a apostar na aposentadoria do tele prompter, para dar mais liberdade aos apresentadores, que também passam a ser mais exigidos porque precisam ter jogo de cintura e uma grande habilidade de improvisação. Um dos programas que já deixaram o equipamento de lado foi o Globo Esporte exibido em São Paulo, apresentado por Tiago Leifert. Realmente, a retirada do texto na câmera deu novos ares ao programa, que ficou muito mais dinâmico e interessante.

Agora, o próximo passo da Globo será retirar o equipamento dos seus Telejornais, um dos últimos locais da TV onde a formalidade ainda persiste. Segundo o site AdNews, a partir de hoje os apresentadores do  RJTV, jornal local da Globo exibido no Rio de Janeiro, não terão mais o apoio do texto passando na frente das câmeras.

O fenômeno da informalidade, da comunicação direta, parece que realmente veio para ficar. Cada vez mais as pessoas querem se identificar com as pessoas que transmitem informações, seja no trabalho, na TV, no rádio, nas relações pessoais, etc. Assim, textos com tom de voz monotônico,  voz impostada, termos rebuscados, ficam desinteressantes.

Alguns podem discordar, mas com certeza a internet contribuiu significativamente com esta tendência, já que na rede todo mundo é capaz de gerar conteúdo, na sua própria linguagem. Se na TV a informalidade está chegando, na rede ela já existe faz muito tempo. E, ao contrário do que parece, ela veio para tirar muitas pessoas das suas zonas de conforto, dos seus textos de apoio. Os tempos atuais exigem rapidez de raciocínio, linguagem adaptada a cada tipo de situação, e uma percepção muito apurada de relevância das informações para o público que as estará recebendo.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: