jump to navigation

Todos contra o Google 30/julho/2009

Posted by rapidoerasteiro in Gestão, Internet.
Tags: , , , ,
trackback

Depois de muito vai-e-vem, muito disse-me-disse, não é que os dois principais concorrentes do Google se uniram?

Pois é verdade: segundo o Wall Street Journal e tantas outras fontes de informações (o IDGNow criou até um “especial”, dada a importância do anúncio), a Microsoft e o Yahoo! finalmente chegaram a um acordo para unir suas estratégias e ferramentas de busca. A questão é realmente estratégica, já que o acordo tem previsão de durar 10 anos, pouco menos que a própria idade do Yahoo!, fundada em 1995 (portanto, com 14 anos).

Agora vamos aos porquês: primeiro, a iniciativa web da Microsoft, sob o “guarda-chuva” do MSN, não decolou e ainda não deu o retorno esperado; segundo, o Yahoo! começou a patinar e, se bobear, entra em uma fase de declínio, prova disso é que a tecnologia escolhida foi o novo buscador “Bing”, desenvolvido pela Microsoft. Enquanto isso, o Google continua com uma ampla liderança no mercado de buscas (e link$ patrocinado$), com 65% desse mercado nos EUA, contra 8,4% da Microsoft e 19,5% do Yahoo!

Ou seja, as novas parceiras terão que fazer muita força para incomodar o líder de mercado, pois mesmo juntas têm menos da metade da participação do mercado do “líder supremo” Google.

Ainda não foram divulgadas todas as informações e, se bem conhecemos o histórico da Microsoft, a maior parte delas não será divulgada mesmo. Mas pelo que estou vendo pela rede, os executivos das empresas estão tendo uma visão bastante clara da situação, tanto que o acordo também irá considerar sinergia para a criação e o desenvolvimento de inovações. Ou seja, não basta unir esforços na “linha de frente” para combater o Google, é preciso também inovar tanto quanto (ou até mais) que o concorrente.

Uma coisa interessante é que o espírito de parceria está prevalecendo, ao invés do “apetite” de aquisições da empresa criada por Bill Gates. Aliás, o “namoro” entre as duas empresas começou exatamente com uma proposta de compra feita pela Microsoft. Depois de muita negociação (meses), esse acordo considera que o Yahoo! receberá 88% das receitas advindas do tráfego de buscas nos seus sites,  lembrando que a ferramenta oficial passa a ser o Bing. Pessoalmente, acho uma boa estratégia da Microsoft não ir com muita sede ao pote, mas no futuro acho que a fusão/aquisição será algo inevitável para o Yahoo!, o que não deixa de ser uma boa notícia para os acionistas, já que esse acordo tende a valorizar as ações de ambas as empresas, especialmente as ações da menor delas.

Como todos nós utilizamos os buscadores frequentemente no nosso dia-a-dia, essa vai ser uma briga que poderá ser vista de perto, pois certamente sentiremos os efeitos (e tomara que também os benefícios) dessa acirrada concorrência. Vai ser bonito de ver :-)

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: