jump to navigation

Computerworld divulga lista com as 60 melhores empresas de tecnologia para se trabalhar 20/julho/2009

Posted by rapidoerasteiro in Gestão.
Tags: , , ,
trackback

Na edição 2009 da pesquisa “Melhores Empresas de TI e Telecom para Trabalhar” realizada pelo Great Place to Work Institute Brasil (GPTW), a empresa campeã foi a Chemtech.

Além do ranking em si, achei muito interessantes os principais fatores de sucesso em gestão de pessoas que foram levantados pela Computerworld, e que listo abaixo:

  1. Comunicação: aqui entram os conceitos de transparência e liberdade de expressão. Assim, a comunicação precisa ser realizada em mão-dupla entre Empresa e Funcionários.
  2. Credibilidade e imparcialidade: as palavras aqui falam por si mesmas, porém vale destacar a importância mais uma vez da transparência e da comunicação. Vícios políticos e favorecimentos pessoais não são tolerados por ninguém, e são inclusive combustível para o maior câncer das empresas: a fofoca.
  3. Respeito: complementa a questão da imparcialidade, e também traz à tona a questão da confiança entre os funcionários, sejam líderes, liderados, ou as equipes como um todo. Além disso, há também a questão da valorização dos esforços individuais e/ou coletivos em prol do sucesso da empresa, tanto do ponto de vista do moral quanto de premiações, fazendo com que todos dividam a responsabilidade pelo sucesso da organização.
  4. Orgulho: é fazer da empresa um time unido, onde todos tenham orgulho de trabalhar e, assim, trabalhem de forma unida e voltada ao sucesso, sem que isso seja uma obrigação. Aqui a regra é trabalhar com alegria e satisfação.
  5. Camaradagem: é basicamente uma consequência de todos os itens anteriores, resultado de um bom clima de trabalho.

Uma coisa que me chamou atenção na análise da Computerworld foi a honestidade, deixando bem claro que não há como dividir totalmente a vida pessoal da vida profissional. Afinal de contas, se formos ver bem, passamos a maior parte da nossa vida adulta trabalhando!

Vejamos: das 24 horas do dia, passamos cerca de 8 horas dormindo, ou tentando dormir. Nas demais 16 horas, quando acordamos (digamos que às 7 horas), normalmente já estamos na função de irmos ao trabalho. Chegamos no trabalho lá pelas 8:30h e trabalhamos até 12:30. Na hora do almoço, digamos que até às 13:30, a maior parte almoça perto do trabalho (exceto um ou outro felizardo que pode almoçar em casa, com calma). Assim, comprometemos o nosso dia até aproximadamente 18:30. Considerando que vamos nos deitar às 23 horas, temos pouco mais de 4 horas por dia para realmente termos a nossa vida pessoal, ou 1/6 do nosso dia. Assim, a distribuição fica: 1/3 para o sono; quase 1/2 para o trabalho; e o restante (pouco mais de 1/6) para a nossa vida pessoal, entre 2a e 6a feira (para quem tem jornada de 40 horas semanais de trabalho).

Assim, fica claro perceber por que as pessoas estão cada dia mais estressadas e, já na segunda-feira, não vêem a hora de chegar o próximo final de semana. Ao admitir que as pessoas passam quase metade das 24 horas do dia, ou quase 70% do tempo em que estão acordadas em função do trabalho nos dias úteis, as empresas adotam uma postura honesta e mais humana, visando uma relação de ganhos para os funcionários, acionistas e para a organização como um todo.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: