jump to navigation

Estúdio em casa – primeiras amostras 10/dezembro/2008

Posted by rapidoerasteiro in Artes.
Tags: , , , , ,
trackback

A partir da solicitação do Nat Bruno, que comentou meu post anterior sobre o meu estúdio caseiro (ou “home studio” para os mais “chiques”), resgatei um primeiro trabalho que fiz lá.

O pessoal da Knowtec me encomendou um spot para rádio, para pequenos programas a serem desenvolvidos para o Sistema de Inteligência Setorial – SIS do SEBRAE-SC, contrato vencido pela empresa por meio de licitação pública. Inicialmente, sentei com o Marcelo Santos (que nas horas vagas tem o blog “Da Poltrona“, que recomendo) e com a Talita, coletando informações sobre o que eles desejariam para essa peça. Foi o famoso “briefing”.

A partir dessas informações, compus a melodia no piano, pensando em algo fácil e que desse uma identidade sonora ao SIS. Com a melodia pronta, comecei a programar a bateria, sempre visando algo acústico. Por isso, escolhi o Fruity Loops para isso. Exportei a bateria em um arquivo WAV e utilizei o Nuendo para o restante da parte instrumental. Baixo, piano e metais foram gravados utilizando plug-ins VST. Eu tentei buscar timbres mais fiéis de metais, mas realmente foi difícil. Fiquei com o que ficou melhor (ou menos pior) entre os timbres que testei. Na próxima vez, com mais tempo, tentarei usar instrumentos acústicos juntos com o teclado, para melhorar o resultado.

Também gravei uma voz guia, para a aprovação do cliente do conceito da peça. O responsável pelo processo foi o Giancarlo Proença, Gerente de Inteligência Competitiva da Knowtec e responsável pelo projeto (além de blogueiro nas horas vagas – recomendo o blog “Casa Proença“), que deu o OK para seguirmos em frente.

Vencida a primeira etapa, levei a parte instrumental finalizada para o estúdio que a Knowtec tem na sua sede, com o software Pro Tools M-Powered, hardware M-Audio ProjectMix I/O e Monitores Samson Resolv 65A . Lá, gravamos as vozes e fiz a mixagem final do spot. Utilizamos um microfone Behringer B2-Pro, quando foi necessário cuidar das freqüências média-agudas (o microfone estava saturando essas freqüências).

Principalmente por causa do microfone, foi preciso caprichar na mixagem, principalmente para deixar as vozes com um bom timbre. Também cuidei para deixar o resultado final com freqüências equilibradas (apesar da atual moda de exagerar nos graves), pois independentemente do meio (rádio AM, FM ou Internet), é importante que tudo na gravação seja ouvido de forma clara e com boa qualidade sonora.

O resultado final pode ser conferido aqui.

Aguardo considerações, críticas e sugestões.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: