jump to navigation

Futurecom 28-10-2008 – HP 29/outubro/2008

Posted by rapidoerasteiro in Internet, Tecnologia.
Tags: , , , ,
trackback

O Sr. Carlos Dias, OSS Solution Manager para a América Latina, da HP, apresentou o tema “NGOSS e Governança de TI”.

Inicialmente, deve-se esclarecer que OSS significa “Operations Systems and Software“, ou Operações, Sistemas e Software. Por conseguinte, NGOSS significa “New Generation Operations Systems and Software“, ou seja, a nova geração.

O palestrante começou exibindo uma cada da revista “The Economist” de 2005, com a emblemática frase: “How the internet killed phone business” (Como a internet matou o negócio de telefonia).

Após uma reflexão sobre a crise existencial que atinge as empresas de telefonia, o palestrante nos lembrou que empresas de Telecom dependem de Tecnologia da Informação de forma intensiva e, portanto, Governança é algo fundamental. Para contextualizar, foi lembrado que Governança é uma Política que deve considerar aspectos como:
– Padrões
– Processos
– Orçamento
– Risco e Planos de contingência
– Gestão da Informação

Foi muito interessante a reflexão sobre “Por que os modelos clássicos de Governança de TI falham”? Isso é realmente uma verdade, pois normalmente esses modelos “engessam” as empresas, tornam os departamentos de TI lentos, e ainda com aumentos de custos.

Grande parte da resposta à pergunta acima está relacionada a uma mentalidade antiga que considera TI apenas como suporte operacional. Atualmente, em quase todos os segmentos a tecnologia está tão perto do produto/serviço entregue, que pode ser considerada parte integrante da atividade fim da empresa e, portanto, merece um tratamento diferenciado. Os donos de produto e as equipes de TI devem ter a clara consciência dessa nova realidade.

OK, descoberta a causa do problema. Mas então, como acelerar o desenvolvimento de TI e mesmo assim manter a Governança? Inicialmente, devem ser buscadas soluções para resolver problemas como:
– Sistemas legados, caros e complexos para manter;
– Projetos isolados distribuídos pela empresa, sem integração alguma;
– Capacidades, iniciativas e orçamentos em “silos” isolados dentro da empresa.

Para resolver esses problemas, deve-se pensar e agir sobre:
– Novas Arquiteturas de TI para aproximar estratégias de negocio com estratégias de TI;
– Somar “Estratégia + Tática + Governança + Arquitetura + Gestão de Projetos”;
– Aceitar a complexidade do ambiente da empresa, e criar soluções de contorno criativas;
– Facilitar o diálogo entre todos;
– Alinhar processos de negócio e tecnologia.

Para se chegar à solução, deve-se seguir a seguinte seqüência de desenvolvimento, sugerida pela HP:
1. Visão de negócio
2. Visão funcional
3. Visão tecnica
4. Visão de implementação

Além disso, é importante saber em qual dos estágios abaixo está a empresa, em ordem crescente de avanço rumo à Governança de TI alinhada com a nova realidade:
a) Silos
b) Estruturas separadas, com Múltiplos canais de contato com o mercado/clientes
c) Canal único de contato com estrutura Integrada
d) Canal único de contato com estrutura Otimizada

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: